Carregando...

Blog

O inverno chegou! Você sabe como proteger o bebê do frio?

13/06/2017

Saber como proteger o bebê do frio não é importante, somente, para evitar que ele fique doente. A falta de cuidado para mantê-lo aquecido adequadamente também pode desencadear problemas dermatológicos. Seguindo as orientações certas, no entanto, é possível preveni-los.

A dermatite atópica é uma das doenças de pele mais comuns desta época em que os termômetros marcam temperaturas mais baixas. Sintomas como a coceira também aparecem com maior facilidade. Isso acontece porque a pele, no frio, fica mais suscetível a ressecamentos e à desidratação.

A dermatite seborreica é outra que se desenvolve com uma certa frequência no inverno, em regiões como o couro cabeludo, as pálpebras, as orelhas, o nariz e a virilha. Em todo caso, o melhor que os pais podem fazer é levar a criança a um dermatopediatra para que o quadro seja avaliado. Às vezes, pode ser preciso medicá-la para controlar a doença, e somente um médico pode prescrever qualquer medicamento.

Passo a passo de como proteger o bebê do frio

1. Banhos quentes e demorados: evite-os!

Apesar de não parecer, aquecer demais a água para dar banho na criança é uma das atitudes que mais propiciam o ressecamento da pele. O recomendado é que a temperatura da água esteja morna, que o banho seja rápido e que a quantidade de sabonete utilizada seja a menor possível.

2. Hidrate, hidrate, hidrate

Cremes e loções hidratantes podem ser usados em crianças, sem problemas. Mas, como a pele delas é mais sensível aos componentes das fórmulas, por ainda estar em formação, certifique-se, com o pediatra, sobre qual produto é o mais indicado para a pele de seu bebê.

3. Escolha bem o que for vestir no bebê

Roupas de lã sempre são as mais escolhidas para agasalhar o bebê no inverno. Você pode usá-las, mas a peça nunca deve ficar em contato direto com a pele da criança. Tecidos sintéticos podem provocar irritações e agravar esse quadro, caso a pele já esteja ressecada. Primeiro, vista o bebê com uma roupa de algodão. Depois, coloque a blusa de lã.

4. Não “empacote” demais a criança

Uma cena comum, nessa época de baixas temperaturas, são bebês enrolados, às vezes, em mais de um cobertor ou vestidos com tantas roupas que até parecem “pacotinhos”. Saber como proteger o bebê do frio não significa, exatamente, agasalhá-lo ao extremo, pois isso também pode ser prejudicial. A criança pode suar muito e, assim, as brotoejas podem aparecer. Uma dica é observar quantas peças de roupa de inverno você mesma está usando e colocar, no bebê, apenas uma peça a mais do que você está vestindo.

Voltar