Carregando...

Blog

Quando dar o primeiro banho do bebê?

07/11/2017

Dar o primeiro banho do bebê é um momento único na vida de qualquer pessoa. Contudo, estudos mostram que essa experiência não precisa ocorrer logo após as primeiras horas de vida e que existem boas razões para adiá-lo por algumas horas ou, até mesmo, dias.

É melhor adiar o primeiro banho do bebê?

Quando os bebês nascem, é possível visualizar uma espécie de pasta esbranquiçada e pegajosa, distribuída no pequeno corpo deles. O nome desta substância é vernix caseoso e é extremamente útil para a proteção do bebê.

A partir da 18ª semana de gravidez, a pele dos bebês começa a produzir o vernix caseoso, o qual a hidrata e evita que se criem fissuras, ou mesmo feridas, enquanto ele está exposto ao meio líquido (intrauterino).

A quantidade de vernix caseoso, ao nascer, difere de criança para criança, pois a sua produção está intimamente ligada com a idade gestacional. Por exemplo, bebês prematuros tendem a nascer com uma maior camada de vernix, pois, supostamente, ainda deveriam estar expostos ao meio líquido durante mais um tempo.

Esta camada protetora não deveria ser removida após o nascimento, devendo o bebê permanecer apenas seco. Ao longo dos dias, o vernix caseoso é absorvido pela pele, e é por esta razão que, mesmo após nove meses imerso em líquido, eles têm uma pele sedosa e macia, sem apresentar “enrugamento”.

Conheça as funções do vernix caseoso na pele dos bebês:

  • hidratação: devido ao seu alto teor de água, o vernix caseoso atua como um agente hidratante e aumenta a plasticidade da pele do bebê.
  • Barreira natural contra possíveis infecções: o vernix atua como uma barreira contra infecções bacterianas, inibindo o crescimento de bactérias e protegendo a pele do bebê.
  • Auxilia na formação do manto ácido: no nascimento, o pH da pele é praticamente neutro. Aos poucos, atinge 5,5, um nível ligeiramente ácido e necessário para a defesa da pele contra o aparecimento e crescimento de bactérias patogênicas.

    A acidificação também mantém a integridade da barreira epidérmica. O manto ácido leva em torno de duas a oito semanas para desenvolver-se completamente, dependendo da idade gestacional do bebê.

  • Proteção solar: por conter melanina em sua composição, o vernix caseoso também protege o recém-nascido da radiação ultravioleta e da luz solar.
  • Propriedades regenerativas: o vernix caseoso contribui para a regeneração da pele. As suas propriedades de cura estão sendo estudadas para o tratamento de pacientes adultos com úlceras nos membros inferiores ou em feridas perineais após o parto. Tais propriedades também são usadas no tratamento da dermatite atópica, infecções bacterianas e no tratamento de pacientes com queimaduras.

Outros fatores para adiar o primeiro banho do bebê

Além da preservação do vernix caseoso, existem alguns outros motivos para não submeter o bebê ao banho logo após o seu nascimento:

  • o bebê quer/precisa estar perto da mãe

    Assim que nasce, o bebê tem grande necessidade de estar o mais próximo possível da mãe, sentir seu cheiro e ouvir o seu coração (da mesma forma que passou nove meses ouvindo). Além disso, ele precisa estar perto da sua fonte de alimentação.

    Essa proximidade favorece o início da amamentação e, quanto antes ela é iniciada, melhor. Tudo isso ajuda o bebê a fazer uma transição menos agressiva da vida intrauterina para a vida “do lado de fora”. Afastar-se do bebê assim que ele nasce, como acontece quando se adianta o banho, coloca em segundo plano esse primeiro contato tão importante.

  • Manter a temperatura corporal

    Logo após o nascimento, os bebês necessitam descobrir como manter a sua própria temperatura corporal. Dar um banho, mesmo quente, pode causar uma queda na sua temperatura. Bebês precisam manter-se aquecidos assim que nascem e o peito da mãe é o lugar ideal para isso.

  • Controlar os níveis de estresse e de açúcar no sangue

    Ser separado da mãe assim que nasce pode ser desconfortável para o recém-nascido, que normalmente chora e agita-se mais. Isso faz com que o seu corpo libere hormônios ligados ao estresse, podendo causar um aumento na frequência cardíaca e na pressão arterial, além de reduzir temporariamente os níveis de açúcar no sangue. Quando o bebê é mantido perto da mãe, ele tem uma capacidade maior de regular seus sistemas.

Após levar em conta todos os benefícios para se adiar um pouco o primeiro banho do bebê, os pais e responsáveis necessitam conhecer algumas dicas para essa primeira experiência. O importante é ter o maior cuidado possível, e isso abrange a forma de segurar, a temperatura da água e os produtos para o primeiro banho.

Tenha sempre a orientação de um dermatopediatra, para que o banho do bebê seja sempre sinônimo de benefício para ele.

Voltar