Carregando...

Blog

Produtos para o banho do bebê: como eles influenciam na saúde da pele

28/04/2016

O banho do bebê é sempre um momento delicado para os pais, ainda mais para os inexperientes. A preocupação com a temperatura da água, a maneira correta de fazer a higiene, os produtos mais adequados para a limpeza faz parte de um universo de inquietações que surgem com a paternidade e maternidade, e emergem intensamente quando o bebê recém nasceu e ainda está recebendo os primeiros cuidados no hospital. Tudo para que a insegurança impere menos quando a família voltar para casa.

Cuidar bem da higiene do bebê é, sim, uma questão de saúde que exige atenção e orientação, mas é algo que pode ser desempenhado com muita tranquilidade. Seguindo algumas recomendações básicas, é possível manter a pele da criança sempre limpa, sem sobressaltos. As informações a seguir são para orientar quanto aos cuidados essenciais que são importantes ter na hora do banho.

O que usar no banho do bebê

O banho no bebê pode ser dado de forma segura a partir do primeiro dia de vida, com uma frequência diária. O importante é prestar atenção ao tipo de produto que está sendo usado na pele do bebê, que ainda está em formação e tem maior necessidade de proteção por ser mais delicada.

O mais indicado é usar  sabonetes na forma líquida, em quantidade pequena. Os de fragrância neutra ou glicerinados são os mais recomendados para o banho do bebê até um ano de vida, pois possuem o pH mais próximo do da pele. E caso seja necessário dar mais de um banho no mesmo dia, é bom evitar o uso do sabonete no segundo banho. Isso permite que a pele mantenha seu pH a um nível normal e reduz as chances de irritação.

O cabelo não precisa de xampu especial, porque produz pouquíssima oleosidade. Mas caso a opção seja por usar o produto, uma pequena quantidade e água em abundância é o suficiente para não ressecar a pele do bebê, especialmente do recém-nascido. E na hora de pentear, o mais indicado é usar as escovas de cerdas macias e pentes de ponta arredondada, que não machucam o couro cabeludo.

Há situações em que a criança pode aparentar ter a pele seca e descamada. Antes de começar a usar qualquer hidratante, mesmo que seja um próprio para a idade dela, o ideal é pedir a avaliação do pediatra ou dermatologista infantil. Existe a possibilidade de ser preciso utilizar um hidratante logo após o banho, mas isso é o médico quem deve recomendar para que seja usado o produto certo e a pele do bebê não sofra com irritação ou outras reações que podem ser provocadas pela utilização de um produto inadequado.

É importante seguir as recomendações

Os produtos criados especialmente para bebês costumam ser menos agressivos. O pediatra e dermatologista infantil conhece os melhores existentes no mercado, que farão bem para a pele do bebê, sem agredi-la. E se a preocupação é com o quanto isto vai custar, não há motivo para isso. Seguir a orientação do médico não significa ter de investir muito alto nos produtos para o banho. Há bons sabonetes, hidratantes e pomadas no mercado que atendem às exigências da rotina de cuidados com valores acessíveis.

Atender às orientações evita complicações, além de permitir que o tempo com a família seja muito mais proveitoso, seja o do banho do bebê ou o de qualquer outro momento. Pais querem ver o filho crescer saudavelmente, pediatras e dermatologistas infantis também. Essa dedicação é um carinho e um legado para o futuro.

Voltar