Carregando...

Blog

Pele seca em crianças: alguns cuidados são essenciais para não agravar o problema

12/07/2017

A pele seca em crianças é muito comum, principalmente se o lugar em que vivem possui essa mesma característica ou se pertencem a uma família com histórico de ressecamento cutâneo. Além do aspecto, um sintoma frequentemente relacionado à condição é a coceira. Os dois fatores, geralmente, estão associados à dermatite atópica.

Os primeiros sinais da pele seca em crianças começam a surgir quando ainda são bebês. As pernas e os braços são os locais mais afetados, especialmente as dobras dos joelhos e as dos cotovelos. Permitir que a criança se coce impede a melhora do quadro, sem contar o risco de ocorrer uma infecção secundária, causada por bactéria ou vírus, que a ranhura pode facilitar.

O que fazer para cuidar da pele seca em crianças

Limpar a pele

Um cuidado importante com a pele seca em crianças é quanto ao banho, mais especificamente, com a duração dele e com a temperatura da água, que deve estar morna. Dez minutos é tempo suficiente para lavar a criança.

Hidratar

A pele seca precisa de muita hidratação. Por isso, o recomendado é aplicar um hidratante na criança em, no máximo, três minutos após o banho. Nesse intervalo, os poros ainda estão dilatados e a absorção dos nutrientes que ajudam a pele a se recuperar é mais eficaz.

Evitar algumas roupas

Roupas de lã e com fibras sintéticas não devem ficar em contato direto com a pele infantil. Esses tecidos podem causar ou aumentar uma irritação. Caso seja imprescindível usá-las, a orientação é vestir a criança, primeiro, com uma blusa ou calça de algodão e, por cima, colocar as outras peças.

Usar certos produtos com cuidado

É desaconselhado lavar as roupas de crianças com pele seca utilizando produtos perfumados. As substâncias com que são fabricados os sabões em pó e amaciantes podem irritar, ainda mais, a cútis ressecada. Uma forma de evitar esses danos é dar preferência ao uso de sabões neutros na lavagem das peças.

Observar o ambiente

O clima seco favorece a ocorrência de pele seca em crianças. Por isso, quando a umidade estiver muito baixa, é válido usar um umidificador nos ambientes em que a criança costuma passar a maior parte do tempo, como o quarto.

A pele seca em crianças pode melhorar à medida que elas crescem. Em 60% dos casos, a condição deixa de ser um incômodo depois dos três anos. Isso não quer dizer que a pele ressecada não possa voltar a ser um transtorno quando elas estiverem maiores. Portanto, habituar a criança a tomar banhos mornos, proteger a pele com hidratantes e usar roupas adequadas são ensinamentos que a ajudarão a manter-se saudável por toda a vida.

Voltar