Carregando...

Blog

Lesões de pele comuns em crianças: conheça a ceratose pilar

05/02/2017

As bolinhas nos braços, vermelhas ou esbranquiçadas, com textura áspera e que dão a impressão de que a pele está sempre arrepiada, podem estar relacionadas à ceratose pilar. Essa doença é caracterizada por uma das lesões de pele muito comuns em crianças e adolescentes mas, muitas vezes, pode até persistir na fase adulta.

Geralmente, é observada pelos pais desde que os filhos são bebês. Trata-se de uma dermatose benigna, de herança familiar. Ou seja, os pais também têm ou tiveram uma lesão semelhante na infância.

Causas da ceratose pilar, uma das lesões de pele comuns em crianças

A ceratose pilar surge por causa do acúmulo de queratina na pele. A queratina é uma proteína que integra o sistema de defesa do órgão e o protege contra agentes externos que podem afetar a saúde como um todo.

É comum que apareçam na parte superior dos braços, muito embora grande parte se manifeste nas pernas, face e bumbum. Esta não é uma doença infecciosa, ou seja, não é transmissível após o contato.

Caracteriza-se por uma doença autossômica dominante. Pode ser desenvolvida em pessoas com todos os tipos de pele, mas acomete, com maior facilidade, as de pele seca ou as que já apresentam dermatite atópica. Também pode ser mais comum durante o inverno, quando a pele fica mais ressecada.

Tipos de ceratose

Ceratose pilar

É a mais comum em crianças e se dá por uma predisposição genética. Caracteriza-se por pequenas manchas avermelhadas ou esbranquiçadas, geralmente nos braços, pernas, bumbum e bochechas. Pode aparecer em qualquer tipo de pele, embora seja mais comum em pacientes com dermatite atópica. Tendem a desaparecer com o tempo.

Ceratose actínica

Também chamada de queratose actinica, ceratose solar ou senil, essa é uma lesão causada pelo sol. Geralmente, surge em áreas expostas à incidência solar, como rosto, couro cabeludo, orelhas, colo, mãos e antebraço. Podem, também, instalar-se nos lábios (queilite actínica). É bastante comum em pessoas de pele clara, cabelos ruivos ou loiros e olhos claros – caracteriza-se por áreas avermelhadas ou acastanhadas, com superfície áspera e queratósica. Acomete mais idosos e pode evoluir para o carcinoma espinocelular. Por isso, tem a possibilidade de um caráter maligno e quanto maior o número de lesões, maiores são as chances de complicações para um carcinoma.

Ceratose seborreica

De caráter benigno e de origem genética, possui coloração acastanhada, amarronzada ou negra e aspecto verrucoso. Surge principalmente no rosto e no tronco, e pode aumentar de volume.

Sintomas

Os sintomas são evidenciados por pápulas ceratóticas, como bolinhas ásperas, que podem ser encontradas com frequência nas bochechas, braços, coxas e nádegas. As áreas com ceratose pilar podem, eventualmente, ter uma base avermelhada.

É como qualquer outra irritação que acomete a pele, porém, não desencadeia dor e, às vezes, nem coceira. A doença geralmente está associada a um histórico de alergia, asma, rinite ou dermatite atópica, que podem estar ativas e, consequentemente, apresentar sintomas. Pode, também, estar relacionada apenas à existência do quadro familiar.

A pele fica bastante áspera, com o aspecto de “lixa”, e piora quando mudanças sazonais de clima trazem uma baixa imunidade, o que tende a deixar a pele ainda mais seca. Pode aparecer de diferentes cores: branca, vermelha, rosada e preta.

É possível prevenir a ceratose pilar?

Embora as lesões não possam ser prevenidas, é importante que algumas medidas sejam tomadas para não acentuar o quadro. Por isso, consultar um dermatopediatra será de grande eficiência para cuidar da pele da criança, com muito cuidado e atenção. O especialista receitará os produtos mais adequados para cada caso e os hábitos a seguir.

Como tratar essas lesões na pele das crianças

É comum que as bolinhas da ceratose pilar nas bochechas e braços da criança possam causar desconforto e preocupação excessiva aos pais. No entanto, é essencial mencionar o quanto isso é comum durante a infância.

A doença pode ser tratada por um dermatologista pediátrico, de maneira contínua, para melhorar o aspecto da pele. Os tratamentos são tópicos, para amenizar as lesões e evitar a inflamação da pele.

Esteja atento para as inflamações. Principalmente nas coxas e nádegas, as lesões de ceratose pilar podem inflamar pelo atrito, levando a uma foliculite, que são lesões mais vermelhas e inflamadas.

Cuidados importantes para a pele

Alguns cuidados gerais são muito importantes para cuidar da doença e melhorar o aspecto da pele. Observe as orientações para amenizar os efeitos da ceratose pilar:

  • utilizar sabonete neutro ou com algum óleo na composição;
  • optar por roupas de algodão;
  • preferir dar banhos mornos nas crianças;
  • diminuir o tempo de banho;
  • fazer a hidratação diária da pele, por meio de cremes;
  • evitar coçar ou esfregar a pele;
  • manter a pele sempre seca e limpa impede que as bolinhas aumentem a vermelhidão e colabora com a manutenção de uma pele mais saudável.

Voltar