Carregando...

Blog

Meu filho nasceu com uma mancha na pele, e agora?

17/05/2016

A maioria dos bebês nascem com alguma mancha na pele, de diferentes cores e tamanhos. Em geral, os pais não têm motivos para se preocupar. Mesmo assim, devem questionar o dermatologista pediatra e pedir orientações a respeito.

Grande parte das alterações na pele são inofensivas para a saúde e desaparecem nos primeiros anos. A origem pode ser genética ou devido alguma alteração hormonal vivida pela mãe no período de gestação.

O que pode ser a mancha na pele

A malformação dos vasos da pele costuma causar uma das manchas mais comuns que costumam surgir no órgão: as manchas salmão. A face, as pálpebras e a nuca são os lugares do corpo mais comuns para essas manchas de tonalidade rosa clara a vinho. Caso não desapareçam totalmente com o crescimento da criança, podem ser tratadas com laser.

A mancha mongólica também é comum em bebês e pode ser facilmente confundida com hematomas por serem arroxeadas. Surgem normalmente nas costas, no bumbum e nas coxas. A maioria desaparece até os seis anos de idade.

Pontinhos brancos, semelhantes a espinhas, que podem ser notados principalmente no nariz são reconhecidos como miliárias e uma consequência dos “ajustes” dos folículos sebosos. Tendem a desaparecer sozinhos, assim como o eritema tóxico, outro motivo pelo qual pode haver uma mancha na pele do bebê. A mancha do eritema tóxico é avermelhada e aparece mais na região do peito e da barriga. Em poucos dias começa a sumir e a pele volta a ter o aspecto normal.

O aparecimento das manchas é uma adaptação da pele dos bebês, acostumada com o ambiente líquido do útero da mãe, ao meio “seco”. Ou seja, na maior parte dos casos são uma reação ao ambiente.

É possível prevenir o aparecimento das manchas na pele?

Não há o que fazer para evitar que o bebê nasça com uma mancha na pele ou que ela apareça no recém-nascido. No entanto, há como cuidar para que a pele se mantenha saudável e menos propensa às agressões do meio:

  • Evitar banhos com água muito quente. A água deve ser apenas morna.
  • Usar sabonete na forma líquida, neutro e, de preferência, de glicerina.
  • Utilizar fraldas atoalhadas para secar o bebê.
  • Vestir roupas confortáveis e só um pouco mais quentes que a dos adultos, para evitar o suor.
  • Lavar as roupas com sabão de coco ou sabão neutro.
  • Não usar amaciantes para lavar roupas.

Prestar atenção e preocupar-se com a saúde da pele dos bebês e das crianças faz parte da rotina de cuidados infantis, além de ser uma prevenção para problemas de pele cujos primeiros sinais também são manchas na pele. Caso surja a desconfiança de que o bebê possui algum deles, é necessário procurar ajuda médica.

Voltar