Carregando...

Blog

Lesão ou bolinha em relevo na pele é verruga?

13/11/2016

É comum as pessoas considerarem que uma lesão ou bolinha em relevo na pele é verruga, mas nem sempre é. As verrugas de fato são provocadas por um subtipo do papilomavírus humano (HPV), diferente do responsável por causar câncer no colo do útero, e costumam se manifestar principalmente em pessoas com baixa imunidade e, na maioria dos casos, em crianças.

As verrugas são contagiosas e podem surgir em todo o corpo. Por isso, o correto é não mexer nelas, e sim consultar uma dermatopediatra para diagnosticar e prescrever o tratamento certo. Tentar solucioná-las com tratamentos caseiros, como muitas pessoas fazem, é perigoso. Às vezes, a verruga pode ser, na verdade, alguma outra lesão de pele.

Como saber se a lesão ou bolinha em relevo na pele é verruga

As verrugas geralmente têm aspecto esbranquiçado ou são da cor da pele, possuem superfície áspera, rugosa e endurecida, e pontinhos pretos. A infecção ocorre nas camadas mais superficiais da pele ou mucosa. A pele na região afetada parece ressecada, o que instiga muitas pessoas a querer remover o pedaço de pele seca, justamente o que não se deve fazer. Nas verrugas também não há pelos, como ocorre em outros sinais que podem existir pelo corpo.

A doença é contagiosa e muito comum em crianças até os 12 anos de idade, período em que a imunidade ainda está em formação. A transmissão ocorre por contato direto com pessoas e/ou objetos infectados. Mexer, cutucar ou colocar a mão na boca pode fazer com que as verrugas surjam em outras regiões do corpo e no rosto, onde é mais difícil de serem tratadas devido à limitação de produtos que podem ser usados na face para eliminá-las.

As verrugas mais difíceis de serem tratadas também são as que se formam ao redor das unhas. O tratamento pode ser feito a laser, para cauterizar os vasos capilares e eliminar o vírus, ou com ácido. Em crianças, o mais indicado é a cauterização química, que pode ser realizada em casa pelo paciente ou responsável, ou no consultório médico.

A maioria dos casos têm cura, desde que o tratamento seja feito corretamente e com acompanhamento médico especializado. Em algumas situações, as verrugas desaparecem sem qualquer intervenção devido à ação do sistema imunológico.

Cada tipo de verruga é tratada de uma forma, dependendo da idade, do número de lesões e do que for mais confortável para o paciente. Nada deve ser feito sem acompanhamento médico.

Voltar