Blog

Criança com coceira: o que pode ser?

Por: - Dermatologia pediátrica - CRM/SC 10414 | RQE 5948
Publicado em 20/05/2019

A coceira é uma das queixas mais comuns encontradas nos consultórios de dermatopediatras, pois consiste em um sintoma que pode estar relacionado a diversas causas distintas. Também chamada de prurido, a coceira é ocasionada por uma sensação de urgência para coçar determinada área afetada da pele.

A coceira pode ser leve ou intensa e, muitas vezes, os pacientes não apresentam sinais visíveis do sintoma. Além disso, quando a coceira surge como uma manifestação crônica, o incômodo tende a ser muito maior, já que interfere na concentração da criança, assim como atrapalha o seu sono e pode até mesmo atrapalhar a vida escolar.

Por isso, é muito importante estar atento às causas por trás da coceira, pois essa pode representar tanto uma dermatose característica, quanto o início de alguma outra doença ou mesmo uma reação medicamentosa.

Continue lendo o artigo para identificar as possíveis causas da coceira em uma criança e saiba reconhecer o melhor momento de levá-la a um profissional especializado.

Ouça este conteúdo:

 

Coceira na criança: o que pode ser?

Como vimos, a coceira é um sintoma que está relacionado a diversas causas distintas, desde uma picada de inseto até uma doença mais grave. Entretanto, quando falamos de doenças cutâneas em que a coceira é o sintoma mais presente, podemos citar algumas como as principais:

Urticária

urticária pode aparecer em qualquer parte do corpo e se caracteriza por lesões levemente protuberantes e avermelhadas, seguidas de coceira intensa. As lesões podem aparecer isoladas ou em conjunto, podendo surgir em surtos agudos, desaparecendo em seis semanas ou de forma crônica, quando dura um período maior.

Escabiose

escabiose, popularmente conhecida como sarna, é uma parasitose causada por um ácaro (Sarcoptes scabiei, variedade hominis). É uma doença que ocorre pelo contato direto com outra pessoa ou algum objeto contaminado.

A coceira é o sintoma mais evidente da escabiose, que se manifesta à noite, principalmente. Pelo fato do prurido ser bastante intenso, é comum que hajam escoriações na pele.

Dermatite atópica

dermatite atópica é uma doença crônica e genética em que a pele fica bastante seca, com a formação de erupções e crostas, além da intensa coceira. Geralmente, os locais acometidos pela dermatite atópica são as dobras dos braços e da parte atrás dos joelhos das crianças.

Dermatite de contato

dermatite de contato consiste em uma reação inflamatória na pele, que se dá pela exposição cutânea a um agente que pode causar alergia ou irritação. Assim, a dermatite de contato pode aparecer logo no primeiro contato (dermatite irritante) com o agente causador ou após repetidas exposições (dermatite alérgica).

No caso da dermatite alérgica, o local onde houve o contato com o agente causador é tomado por intensa coceira, após 24 horas da exposição, aproximadamente. Já na dermatite irritante, a coceira apresenta menor intensidade, embora sobressaia a sensação de queimação e dor.

Infecções fúngicas

As infecções fúngicas podem ser causadas por leveduras ou dermatófitos, que consistem em fungos que desencadeiam uma série de doenças distintas.

Na maioria dos casos, a manifestação dos fungos permanece apenas na camada mais superficial da epiderme. A reação alérgica ao fungo causa erupção na pele, seguida de intensa coceira.

Outras causas para coceira

Em alguns casos, a coceira pode estar relacionada a uma doença sem lesões dermatológicas, como doenças de ordem psicológica e/ou psiquiátrica ou mesmo doenças sistêmicas, ou seja, quando a enfermidade está relacionada a outro órgão.

Além disso, a coceira pode estar indicando um quadro de reação alérgica a alimentos, picadas ou espinhos de plantas ou mesmo indicando uma reação medicamentosa.

Portanto, como a coceira é um sintoma que abrange uma série de outros problemas, o diagnóstico irá depender de outros fatores identificados pela análise clínica e exames laboratoriais solicitados pelo dermatopediatra.

Por isso, caso note a manifestação prolongada da coceira em sua criança, procure um especialista em dermatologia pediátrica para saber, exatamente, como lidar com a situação.

Material escrito por:
Dermatologia pediátrica - CRM/SC 10414 | RQE 5948

A Dra. Marice Mello dedica-se à pediatria desde a graduação em medicina na UFSC. A médica é especialista em pediatria, pelo Hospital Infantil Joana de Gusmão, e tem especialização em dermatologia pediátrica, pela UFPR. É membro da Society Pediatric Dermatology, da Sociedade Latino-Americana de Dermatologia Pediátrica e da Sociedade Brasileira de Pediatria.   Ver Lattes

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Voltar