Blog

Chegou o verão! Você sabe como proteger a pele do seu filho e evitar queimaduras?

Por: - Dermatologia pediátrica - CRM/SC 10414 | RQE 5948
Publicado em 10/01/2016 - Atualizado 07/02/2019

Verão, sol, calor, mar e piscina são muito bons. Para curtir sem imprevistos, é bom cuidar para que a pele dos pequenos esteja protegida das queimaduras já que é mais sensível por ser ainda imatura e ter pouca capacidade de proteção contra os raios solares.

Além de usar o protetor solar, as crianças ficam mais protegidas da ação do sol se permanecerem na sombra do guarda-sol ou de uma sombrinha, usarem roupas como barreira de proteção, frequentarem a praia ou piscina antes das 10h e após às 16h e usarem chapéus. Bebês menores de 6 meses devem ser mantidos fora do sol. E siga sempre a recomendação do pediatra para ter um verão agradável com a família.

Protetor solar: quando e como usar

A diversão sem percalços inclui o uso frequente de protetor solar, cuja utilização está liberada para crianças a partir dos 6 meses de vida. O protetor solar é o mais importante aliado contra os problemas causados pelo sol, desde que usado da maneira correta.

Além de usufruir dos benefícios do sol nos horários mais adequados, o protetor com Fator de Proteção Solar (FPS) 30, no mínimo, deve ser aplicado na pele da criança a cada duas horas. Nas que brincam na água, o tempo entre uma reaplicação e outra pode variar, pois assim que a criança sai da água deve ser seca e protegida imediatamente.

Mais opções de proteção

As roupas e bonés feitas de tecido com filtro solar são mais um aliado, já que barram os raios ultravioleta.

A incidência direta dos raios solares pode ser barrada por um guarda-sol. Mas, mesmo que a criança aceite permanecer na sombra deste, não dá para dispensar o uso do protetor solar porque parte da irradiação vem do chão, afetando a pele.

Quanto mais clara é a pele, mais cuidados exige. Inclusive porque o sol que pegamos na infância reflete na fase adulta, no envelhecimento precoce da pele, surgimento de manchas e cânceres de pele. O melhor mesmo é cuidar para que o futuro também venha sem surpresas.

Material escrito por:
Dermatologia pediátrica - CRM/SC 10414 | RQE 5948

A Dra. Marice Mello dedica-se à pediatria desde a graduação em medicina na UFSC. A médica é especialista em pediatria, pelo Hospital Infantil Joana de Gusmão, e tem especialização em dermatologia pediátrica, pela UFPR. É membro da Society Pediatric Dermatology, da Sociedade Latino-Americana de Dermatologia Pediátrica e da Sociedade Brasileira de Pediatria.   Ver Lattes

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.

Voltar