Carregando...

Blog

Tabela de crescimento infantil: seu filho está se desenvolvendo?

07/03/2018

A tabela de crescimento infantil apresenta a evolução fisiológica de uma criança. Ela é extremamente importante e deve ser acompanhada pelos pais ou responsáveis dos pequenos. Esta tabela é o primeiro controle na observação do peso e da altura. Ela demonstra as evoluções, as características e as deficiências da criança.

O crescimento infantil envolve uma série de fatores importantes que englobam o pré-natal, o parto e pós-parto assistidos, a amamentação, a alimentação e nutrição adequada na primeira infância e um excelente acompanhamento pediátrico nos primeiros anos de vida!

É importante lembrar que cada pessoa tem seu potencial genético, ou seja, herda os genes dos familiares, que poderão ou não influenciar no crescimento. Portanto, o crescimento depende, em parte, da hereditariedade e também de fatores externos como saneamento, condições de habitação, saúde, higiene, nutrição, e até amor e atenção para com a criança.

Quando a criança apresenta alguma dificuldade em alimentar-se, a condição irá, necessariamente, influenciar no peso corporal dela, e se associa a várias condições de saúde.

Deve-se usar como referência para o acompanhamento da evolução do peso e da altura da criança a Tabela de Crescimento Infantil recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ela apresenta valores adequados para altura e o peso ideal de cada faixa etária, que vai de 0 até os 19 anos.

Tabela de crescimento infantil dos meninos

É importante deixar claro que, tanto para meninos quanto para meninas, os estudos de crescimento são essencialmente úteis para fins de comparação e acompanhamento. Não há uma regra fixa para a evolução no crescimento das crianças, visto que cada corpo possui suas peculiaridades e características específicas.

Relativamente ao crescimento dos meninos, o principal a enfatizar é que ele não é linear.  Ou seja, o crescimento maculino não segue um padrão para todos, igualmente. Um menino pode ficar muito tempo sem crescer e em poucos meses crescer cinco ou mais centímetros.

Muitos dos meninos angustiam-se por achar que não estão crescendo, ou que estão crescendo rápido demais, mas é importante avisá-los que isso é normal. Em relação ao  diagnóstico de crescimento insuficiente, ele somente pode ser realizado por um médico, dado que esta avaliação depende da estatura dos pais e da observação da altura do adolescente, por um período de um a dois anos.

As causas do crescimento lento de um menino são muitas, como, por exemplo, a deficiência do hormônio do crescimento (GH), problemas com a glândula tireoide, diabetes, doenças ósseas, etc.. O diagnóstico do médico irá definir qual destes fatores está ocasionando o crescimento retardado.

Tabela de crescimento infantil das meninas

A partir dos 12 anos de idade, gradativamente, as meninas passam por alterações físicas significativas. O corpo de criança se prepara para a puberdade e, nesta fase, pode ocorrer um crescimento mais lento ou acelerado.

Esse fator pode ser diferente de menina para menina. Cada uma tem suas próprias características e seu próprio desenvolvimento. A altura e o peso da menina deve-se à presença dos seguintes fatores:

  • predisposição genética;
  • qualidade na nutrição.

O primeiro fator afeta mais o crescimento da menina. Então, caso ambos os pais sejam altos, a probabilidade de a menina também ser alta é grande. Já o peso dela depende diretamente da composição e da qualidade da sua nutrição.

Gráficos do crescimento infantil

Os gráficos que demonstram o padrão de crescimento infantil foram desenvolvidos pelas autoridade de saúde com base em informações que levam em conta fatores externos ao corpo, como saneamento básico e acesso à recursos essenciais.

Em se tratando de meninos de três anos de idade, a altura padrão é 95 centímetros. Já o padrão de altura das meninas com três anos é de 102,5 centímetros. Para verificar os valores padrões de peso e altura de todas as idades e para cada gênero, consulte o site da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Garanta um desenvolvimento saudável para as crianças

Garantir uma alimentação variada e balanceada, o mínimo de oito horas por noite de sono, atividade física regular e exposição solar para produção de vitamina D (com proteção e em horários determinados!) são algumas das dicas para o desenvolvimento saudável das crianças. Mesmo que elas não apresentem nenhum problema de saúde, é importante manter a rotina de consultas pediátricas para acompanhar o seu crescimento.

Voltar