Carregando...

Doenças
de pele

Urticária

A urticária em bebês e crianças é diagnosticada como reação alérgica ou infecção viral e deve-se procurar orientação com um médico dermatologista infantil o quanto antes caso ela surja.

Quais são os sintomas da urticária?

A urticária causa lesões avermelhadas ou brancas na pele que coçam muito. Não são contagiosas e podem durar de horas, dias ou até semanas, em casos mais crônicos. Ela surge quando o corpo libera histamina nas reações alérgicas ou em situações que envolvem calor, ansiedade e infecções.

Quais são as causas da urticária?

Há duas formas de a urticária se manifestar: isolada ou generalizada. A urticária considerada localizada surge pelo contato direto com certos tipos de plantas, pólen, alimentos ou animais domésticos. Já a generalizada, que aparece em todo o corpo, pode ser causada por uma reação viral ou alérgica a comidas, medicamentos, vacinas ou picadas de insetos.

Os alimentos mais comuns que podem causar esse tipo de reação são os frutos do mar, nozes, leite, ovo e corantes. A a ansiedade ou o estresse, bem como a exposição a altas ou baixas temperaturas ou o contato com produtos químicos, como sabão em pó ou sabonetes e papel higiênico perfumados, também podem desencadear os sintomas. Ou ainda as infecções virais, como resfriados, mononucleose ou hepatite, infecções do trato urinário ou infecções de garganta.

Cuidados com as urticárias

Caso apareça vermelhidão os vergões na pele de forma localizada, o recomendado é lavar a região com sabão e água em abundância, evitar o contato com o reagente e coçar o local. Existem cremes antialérgicos que o médico dermatologista pediátrico pode indicar para aliviar o incômodo. Caso o reagente seja um inseto, o melhor é usar repelentes para evitar o contato.

Procure um dermatologista infantil

Quando há exposição a alguns dos reagentes descritos e ocorrer reações na pele, o dermatologista infantil é o profissional que poderá fazer o diagnóstico e prescrever um tratamento eficaz para a alergia. Pode ser que o médico peça exames de sangue e testes alérgicos caso não seja identificado o reagente alérgico já na consulta. No tratamento há possibilidade de serem usados medicamentos orais ou pomadas para combater os sintomas.

Em caso de haver algum sintoma que seja um indicativo de choque anafilático (inchaço facial e na região da garganta, tosse, dificuldades respiratórias ou chiados, tonturas e desmaio) é preciso procurar ajuda médica imediata. Muitas vezes os pais desconhecem a existência de alergias a certos contatos ou alimentos devido a gravidade do quadro, que merece atenção e assistência médica de urgência.

Voltar

Solicitar Consulta

Para solicitar um agendamento de consulta, preencha
o formulário abaixo que logo entraremos em contato.