Carregando...

Doenças
de pele

Escabiose (sarna)

A escabiose (ou sarna) é uma doença contagiosa causada pelo ácaro Sarcoptes scabie variedade hominis e transmitida pelo contato direto com uma pessoa infectada. Ocorre em ambos os sexos, em qualquer faixa etária, independentemente da raça ou de hábitos de higiene pessoal.

Geralmente, três a quatro dias após o contato com o ácaro surgem pápulas (“bolinhas”), às vezes com pequenas bolhas de água e que coçam muito, localizadas nos punhos, entre os dedos, mamilos, axilas, abdômen, nádegas e genitália. Nas crianças, pode acometer o couro cabeludo, palmas das mãos e plantas dos pés. A coceira é mais intensa à noite, provocando arranhões que podem infectar.

Antes de iniciar o tratamento, deve ser feito um levantamento de todos os membros da casa, avaliando e tratando os que estão acometidos, evitando, assim, a permanência de contágio entre familiares.

Como as pessoas pegam escabiose?

A transmissão da sarna ocorre pelo contato próximo da pele com a pele. O ácaro penetra na epiderme, onde se alimenta e deposita ovos, restringindo sua ação a essa camada da pele. Ou seja, não penetra nas camadas profundas, corrente sanguínea ou outros órgãos. Após algumas semanas, o paciente desenvolve uma reação alérgica muito pruriginosa chamada escabiose.

Quais são os sintomas da escabiose?

As lesões de pele da escabiose se manifestam, geralmente, na forma de pápulas (bolinhas vermelhas na pele). Qualquer parte do corpo pode ser afetada, mas é mais comum nas mãos, pés, axilas e períneo. Em crianças menores de dois anos, as lesões podem se espalhar por todo o corpo. Em pessoas mais velhas ou com o sistema imunológico enfraquecido os sintomas são mais intensos.

Como é feito o diagnóstico da escabiose?

O diagnóstico da escabiose é feito a partir de um exame físico e do histórico da. Em alguns casos, pode ser realizada uma biópsia de uma das lesões de pele para se observar a presença do ácaro na pele.

Como é o tratamento da escabiose?

Existem diferentes tratamentos para a escabiose, tópicos e orais. O dermatopediatra avalia e prescreve a medicação mais adequada para tratar cada caso.

Nem todas as medicações podem ser utilizadas por crianças pequenas e gestantes. Em geral, podem ser usados antialérgicos para acalmar a coceira.

Mesmo que somente um membro da família esteja com escabiose, o tratamento deve ser feito, ao mesmo tempo, por todas as pessoas que residem na mesma casa e tem contato frequente com a família, como cuidadores e avós. Dessa forma, evita-se a possibilidade de ocorrer re-infestação.

O ácaro vive na pele, mas pode sobreviver nas roupas, lençóis, fronhas, cobertores e toalhas. Por isso, deve ser feita a limpeza diária e cuidadosa das roupas, carrinhos de bebê e assentos do carro. Esse cuidado é essencial para erradicar a escabiose durante o tratamento.

Voltar

Solicitar Consulta

Para solicitar um agendamento de consulta, preencha
o formulário abaixo que logo entraremos em contato.