Carregando...

Blog

O que é alopecia areata?

14/08/2017

A maioria das pessoas sabem o que é a calvície, mas franzem a testa ao ouvir falar em alopecia areata. O termo é pouco conhecido, por isso, quando o escuta, parte da população se pergunta o que é alopecia areata.

Alopecia significa perda de cabelo. É uma das desordens mais comuns que ocasiona a queda dos fios, geralmente, em áreas arredondadas no couro cabeludo.

A causa exata de alopecia areata é desconhecida. Desconfia-se que a perda dos fios ocorre devido a um erro no sistema imunológico, que destrói os folículos pilosos. Sem eles, os cabelos caem. A pele da região afetada, porém, não sofre nenhum dano. É normal, lisa e livre de sintomas.

Você já sabe o que é alopecia areata, agora, descubra como é feito o diagnóstico

Depois de entender o que é a alopecia areata, a pergunta seguinte que surge é como é feito o diagnóstico da alopecia areata. O médico mais recomendado para investigar os motivos pelos quais uma criança está perdendo cabelo é a dermatopediatra.

A maioria das crianças com alopecia areata são saudáveis, por isso, a especialista realiza, primeiro, um exame físico. Em algumas que apresentam a condição, o sistema imunológico alterado  pode afetar outros órgãos, como a tireoide. Por isso, a médica solicita a realização de alguns exames de sangue para descartar a possibilidade de haver outras doenças associadas à queda de cabelo.

Os diferentes tipos de alopecia areata

Caso o diagnóstico seja confirmado, é preciso determinar qual é o tipo de alopecia areata que a criança desenvolveu e, assim, definir o tratamento.

Existem três formas de a condição ser apresentada. Cada uma delas está relacionada à quantidade de cabelo perdida:

1) alopecia areata: é o tipo mais comum, com áreas arredondadas sem cabelo no couro cabeludo;

2) alopecia total: perda de todo o cabelo do couro cabeludo;

3) alopecia universal: caracteriza-se não só pela queda dos cabelos, mas também pela dos pelos de todo o corpo.

É possível tratar a alopecia areata em crianças

O tratamento, na maior parte dos casos, é tópico, ou seja, consiste na aplicação de medicamentos que estimulam a volta dos pelos nos locais afetados.  Em situações mais graves, a dermatopediatra indica o uso de remédios orais.

Como os pais podem dar apoio para o filho com alopecia areata

– É preciso conversar com a criança, explicar o que é alopecia areata, e responder às dúvidas dela.

– Ir até a escola e conversar com a professora sobre a situação é outra boa forma de dar apoio à criança e ajudá-la a fazer com que os colegas compreendam o que está acontecendo.

– A criança deve ser preparada para saber o que responder para quem perguntar o que ela tem.

– A criança precisa saber que a alopecia não é contagiosa e que ela pode ter uma vida absolutamente normal.

– É bom sempre falar coisas positivas para a criança, para manter sua autoestima.

– Deve-se estar sempre disponível para escutar a criança, saber quais dificuldades enfrenta e, quando necessário, procurar a ajuda de um profissional.

– Estimule a criança a fazer atividades prazerosas tira o foco da condição em que se encontra.

– No caso de a criança se sentir desconfortável com a alopecia, sugira a ela o uso de chapéu, bonés, lenços ou perucas.

Voltar